Notícias

Geral 29 de Março de 2019

Voluntários do Projeto Posso Ajudar iniciarão as atividades no dia 1º de abril

A partir do dia 1º de abril, os usuários do Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST) contarão com auxílio e escuta individualizada, orientações sobre o fluxo nas dependências do hospital, e acesso a esclarecimentos necessários sobre o seu local de atendimento/tratamento por meio dos serviços desempenhado por oito voluntários que se inscreveram no projeto “Posso Ajudar? ” desenvolvido na unidade. E foi para acertar os últimos detalhes sobre a atuação no projeto, que no dia 21 de março, foi realizado um encontro com os participantes.

De acordo com a gerente Pedagógica do HUST, professora Patricia Zilio Tomasi, o encontro serviu para reunir os voluntários em um momento de troca de informações e de apresentação do grupo. Além de serem repassadas informações gerais sobre o projeto, cada um pode falar um pouco sobre suas expectativas em relação a sua participação, sendo que disponibilizarão até 8 horas semanais de seu tempo para as atividades no Hospital.

— Um dos benefícios mais conhecidos do voluntariado é o impacto que ele tem sobre a comunidade, fazendo a diferença na vida das pessoas que necessitam. Para ser voluntário, a pessoa precisa ter um desejo genuíno de ajudar o próximo e essa vontade se manifestou em nosso encontro. Estamos confiantes que o projeto será um sucesso e esperamos que esta experiência traga aos voluntários muita satisfação e realização pessoal, além do aprendizado de novas habilidades ou até mesmo uma nova maneira de ver os problemas, as pessoas ou o mundo — destacou a professora Patricia.

Essa é a primeira edição do projeto e quem ainda não se inscreveu e gostaria de participar, pode estar indo até a recepção geral do HUST onde serão direcionados para as pessoas responsáveis pelo projeto.

O diretor do HUST professor Alciomar Antônio Marin, destaca que o propósito do projeto é fazer com que todos que utilizam o Hospital sejam acolhidos por meio de um atendimento cada vez mais humano.

— Somos muito gratos a essas pessoas que estarão deixando muitos de seus afazeres familiares e pessoais para doar-se a causa nobre de trabalhar voluntariamente. Esperamos que se multipliquem e, por isso, pedimos que os interessados busquem maiores informações para que se integrem a esse projeto maravilhoso que não somente a direção do HUST acredita, mas, todos que integram essa grandiosa instituição — motivou Marin.

Saiba mais sobre o voluntariado

O voluntariado é regulamentado pela Lei 9.608 de 18 de fevereiro de 1998 e refere-se a atividade não remunerada, prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza ou instituição privada de fins não lucrativos. A Lei estabelece ainda, que o serviço voluntário não gera vínculo empregatício nem obrigação de natureza trabalhista, previdenciária ou afim.

Para o exercício do serviço voluntário, de acordo com a referida Lei, é celebrado um Termo de Adesão entre a entidade, pública ou privada, e o prestador do serviço voluntário, constando o objeto do serviço e as condições do seu exercício, bem como outras informações relevantes.