Notícias

Geral 09 de Junho de 2020

Diretor do HUST comenta sobre o recurso destinado para a implantação da UTI neonatal em Joaçaba

O senador Jorginho Mello anunciou na última sexta-feira (05) que destinará R$ 4,7 milhões para que o Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST) implante a UTI neonatal. A notícia, que foi recebida com alegria pelo hospital, aumenta a expectativa quanto à implantação deste importante serviço e foi comentada pelo Diretor do HUST, Alciomar Marin.

Alciomar agradeceu o empenho do Senador Jorginho Mello em trazer recursos para a região e principalmente, por se preocupar com essa demanda uma vez que, atualmente, os bebês que nascem no HUST e precisam de atendimento em uma UTI neonatal são transferidos para cidades como Concórdia e Curitibanos. Em seguida, detalhou como devem ocorrer os processos até que, de fato, a UTI seja instalada.

Marin explicou que primeiramente é preciso a confirmação da destinação deste recurso para a finalidade de implantação da UTI neonatal. Feito isso, aguarda-se o repasse por parte da Prefeitura, já que os recursos serão liberados do Fundo Nacional de Saúde para o município, para então seguir os próximos passos. Ele ressaltou ainda, que a burocracia e a demora em muitos trâmites atrasam os processos.

— Esse projeto da UTI Neonatal está contemplado no Plano de Atenção às Redes de Urgência e Emergência (PAR) da Secretaria de Estado de Saúde. Em 2016 e 2018 houve adequações e o plano segue em tramitação sendo que a expectativa é que seja finalizado até o final de 2020. Seguimos lutando para incluir esses 10 leitos de UTI neonatal e possamos, com a vinda deste recurso, concretizar a instalação em nosso hospital — explicou.

Marin ressaltou que o hospital sempre defendeu a necessidade da instalação de uma UTI neonatal, mas que a implantação do espaço físico e efetivação do serviço dependem de uma série de fatores.

— As tramitações estão acontecendo, mas, encontramos muitas dificuldades. É tudo muito demorado por conta que envolve muitas esferas. Para ter uma ideia estamos há mais de dois anos trabalhando em cima da reforma da UTI adulto que está em fase de licitação agora — comentou.

Por último, Marin explicou que além de utilizar recurso para adequar o espaço físico ou ainda a possibilidade de construir uma ala específica para essa finalidade, também será necessária a habilitação dos leitos de Uti neonatal junto ao Ministério da Saúde, o que requer mais uma série de trâmites.

— Mais uma vez agradecemos ao Senador Jorginho Mello. Aguardamos a vinda destes recursos e reiteramos que tudo aquilo que for de responsabilidade do Hospital será feito para que essa implantação se concretize — finalizou Marin.